sábado, 5 de agosto de 2017

OUTROS CONTOS

«A Dor», por Manel d' Sousa.

«A Dor»
Mia, a Gata Mourisca

1063- «A DOR»

“Mia está morta!… Mia está morta!!”
Gritou meu amor, louca aflição,
Eu sem sentir o bater do coração…
O dia escureceu, nada importa.

Essa dor que ninguém suporta,
Que deita de rastos p’lo chão…
Quero esquecer, não há solução,
Só o tempo é que nos conforta.

Até se abrir de novo a porta,
Sentimos o peso da separação
Como uma espada que corta;

Passa leve aragem de Verão
Debaixo dos sobreiros da horta,
Onde reina a paz e a solidão.

Manel d’ Sousa

Sem comentários: