quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

OUTROS CONTOS

«Molas», conto poético por Manel d' Sousa.

«Molas»
Décima de Manel d' Sousa

969- «MOLAS»

Saltei do 1º andar
Directamente prá rua,
Como astronauta na lua
Amorteci ao poisar.
Acabei por me mijar
Com o susto que apanhei,
Baptizado então fiquei
Passei a ser o Molas…
A mim não amolas,
Nunca mais dali saltei!

Manel d’ Sousa

1 comentário:

Anónimo disse...


O MOLAS é um "GATÃO" aventureiro, que se escapou de uma boa...
As "gatas" devem andar embevecidas, pois tu és lindo!

O teu dono mostra bem o carinho e admiração que tem por ti e tem razão para isso. Tiveste sorte, MOLAS!...

Uma Alandroalense (Liva)