quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

ESPECIAL MÚSICAS DO MUNDO

E as músicas especiais de hoje são...
(26 de Fevereiro de 2014, morre o guitarrista espanhol de flamenco, Paco de Lucia)

Por aqui:
Poet'anarquista

Paco de Lucia
Guitarrista Espanhol de Flamenco

Mito do flamenco Paco de Lucia morre de enfarte aos 66 anos

Faleceu o guitarrista espanhol de flamenco, Paco de Lucía, nome artístico de Francisco Sánchez Gomes, neste 26 de Fevereiro de 2014.

O guitarrista espanhol Paco de Lucía, um dos maiores intérpretes de flamenco de todos os tempos, morreu durante a madrugada desta quarta-feira (26). Encontrava-se no México, na estação balneária de Cancún. O anúncio da morte do artista foi dado pela Câmara de Algeciras, sua terra natal. Paco tornou-se conhecido mundialmente por ter modernizado o flamenco.

A morte de Paco de Lucia representa «uma perda irreparável para o mundo da cultura, para a Andaluzia», declarou o prefeito de Algeciras, José Ignacio Landaluce.

Paco de Lucia, cujo verdadeiro nome é Francisco Sánchez Gomes, nasceu em 21 de Dezembro de 1947 em Algeciras, na região de Andaluzia, no sul da Espanha.  O seu talento excepcional  tornou-o conhecido no mundo inteiro.

Um dos elementos marcantes da carreira do intérprete foi a modernização do flamenco tradicional, associando o ritmo potente e apaixonado da sua música com o jazz. Inspirando-se em diversos estilos musicais, projetou o flamenco a uma dimensão única, que o instalou no patamar de mestre absoluto da sua arte.

Infância musical

A carreira do jovem prodígio começou aos 12 anos, tocando nas salas de flamenco de noite e levando o dinheiro para casa para ajudar os pais. Aos 15, já colaborava em gravações de discos em Madrid e aos 18 fez o primeiro disco. Seu percurso também é marcado pelo encontro com o fenómeno vocal flamenco Camaron de la Izla, com quem gravará dez discos.

Um dos elementos marcantes da carreira do intérprete foi a modernização do flamenco tradicional, associando o ritmo potente e apaixonado da sua música com o jazz. Inspirando-se em diversos estilos musicais, ele projetou o flamenco a uma dimensão única, que o instalou no patamar de mestre absoluto da sua arte. Em 2004, Paco recebeu o prémio Principe das Asturias das Artes por ter ultrapassado as fronteiras e os estilos para se tornar um músico de dimensão universal.

Tocou com os maiores nomes do jazz e nos anos 80 fez uma parceria com John McLaughlin et Al di Meola para gravar o lendário «Friday Night em San Francisco».
Fonte: http://www.portugues.rfi.fr/

«Festival des musiques sacrées de Fès 2013»
PACO DE LUCIA, O SENHOR FLAMENCO

2 comentários:

Anónimo disse...

Terá isto pouco interesse para o fundamental da questão.
Mas, e apenas a título de curiosidade, cabe aqui dizer que a mãe de Paco de Lucia era natural de Castro Marim, Algarve.
E que ele adoptou o nome artístico de Paco de Lucia, porque o nome dela era Lúcia.

Camões disse...

Nada disso. Tem bastante interesse a informação de que Lúcia, a mãe de Paco de Lucia, era portuguesa, algarvia de Castro Marim. Faz algum tempo que tinha pensado sobre o assunto, e o porquê do nome Lucia. Está explicado: Lucia de Lúcia... Paco, de Francisco.

Obrigado!