sexta-feira, 7 de setembro de 2012

MÚSICAS DO MUNDO

E as músicas de hoje são...
(Escolha musical da blogosfera)

ANA MOURA - «Venho Falar dos Meus Medos»

Poet'anarquista


VENHO FALAR DOS MEUS MEDOS

Senhora eu tenho fé, de encontrar a minha luz nessa
Imensa escuridão
Venho falar dos meus medos
São vossos os meus segredos,que eu partilho em
Confissão

Senhora há tanto tempo
Que me assaltam tantas dúvidas
Não posso viver assim
Um turbilhão de incertezas,parecem velas acesas a
Queimar dentro de mim

Será senhora o destino
Que me estava reservado desde o meu primeiro dia
Que faço ao meu coração
Sofrendo de solidão, na dor que não me alivia.

Ana Moura

ANA MOURA - «Sou Filha das Ervas»

Poet'anarquista


SOU FILHA DAS ERVAS

Trago o alecrim, trago Saramago
Cheira-me a jasmim,
O resto que trago
Trago umas mezinhas
Para o coração
Feitas das ervinhas
Que apanhei no chão!

Sou filha das ervas
Nelas me criei
Comendo-as azedas
Todas que encontrei
Atrás das formigas
Horas que passei
Sou filha das ervas
E pouco mais sei!

Rosa desfolhada
Quem te desfolhou?
Foi a madrugada
Que por mim passou
Foi a madrugada
Que passou vaidosa
Deixou desfolhada
A bonita rosa!

Sou filha das ervas
Nelas me criei
Comendo-as azedas
Todas que encontrei
Atrás das formigas
Horas que passei
Sou filha das ervas
E pouco mais sei!

Ramos de salgueiro
Terra abrindo em flor
Amor verdadeiro
É o meu amor
Papoila que grita
No trigo doirado
Menina bonita
Rainha do prado!

Sou filha das ervas
Nelas me criei
Comendo-as azedas
Todas que encontrei
Atrás das formigas
Horas que passei
Sou filha das ervas
E pouco mais sei!

Ana Moura

1 comentário:

Anónimo disse...


MUITÍSSIMO OBRIGADA A POET'ANARQUISTA POR MAIS ESTA GENTILEZA !!!


Dor...

Partiste..., de nada soube,
será que eu não existo ?...
foi silêncio o que me coube,
mas de TI eu não desisto!!!

Patifa/Toutinegra


Uma Alandroalense (L...)