quinta-feira, 6 de outubro de 2011

POESIA - MATIAS JOSÉ

«Porque sou Assim»
Dia Incerto do Mês de Janeiro de 1964

PORQUE SOU ASSIM

Porque sou assim desconheço (?)
Desde menino assim sou…
Não sei se me conheço,
Nem sei para onde vou!

Ando às voltas com a vida,
Com as voltas que ela dá…
A vida… essa anda perdida,
Por não saber onde está!

Vou por esse caminho
Que não leva a nada,
Esperando um carinho
Numa extensão parada!

Matias José  

4 comentários:

Anónimo disse...

Apenas e SÓ:

D E L I C I O S A !!!

Muito Grata.

Uma Alandroalense (L...)

xpto disse...

Para quando a edição de um livro com os teus belíssimos poemas?
Já vai sendo tempo
Um abraço
Chico

Camões disse...

Amigo Chico Manel

Tudo terá que ser quando tiver que ser, se assim Deus o quiser.

Lembro-me de contra-argumentar no Al Tejo, faz tempo, a um comentador que escreveu mais ou menos isto: «não é por assinares POETA que és poeta, não te conheço obra escrita ou editada.»

«Se bem me lembro» respondi... as palavras são com certeza o melhor que Deus me deu, e isso, só Ele me pode tirar.

Acredita se algum dia isso vier a acontecer, existirá um cantinho especial para ti nesse livro imaginário de poemas.

Sempre grato pela porta aberta no teu blogue à poesia e a todos os poetas do mundo.

Com estima...

Kabé

Anónimo disse...

Há uma "COISA" que nunca deixará
de ser: P O E T A !!!...


Uma Alandroalense (L...)