segunda-feira, 8 de agosto de 2011

POESIA - MATIAS JOSÉ

«O Tempo dos Sonhos»
Pintura Aborígene

TEMPO DE SONHO

Sonho imenso de pintar
Tudo que o rodeia,
Ou lhe apraz...
Esse sonho que a alma anseia
E por vezes não é capaz!

Sonhos!... Vontade de riscar
O traço que se enleia,
E logo se desfaz...
Vai tecendo nesse teia
Para ver o que ela faz!

Mais sonhos de encantar
Como castelos na areia,
A obra se refaz...
Em noites de lua cheia
No olhar da tua paz!

Matias José

1 comentário:

Ana Paula Fitas disse...

Que bonito, Kabé :)
... o poema e a pintura!
Excelente post!
Bjs