segunda-feira, 31 de maio de 2010

INSTANTES NO FÓRUM

Instantes musicais captados em fotografia por Roberto Ribeiro no Fórum Cultural Transfronteiriço do Alandroal no encerramento das comemorações do XX Aniversário dos Cantadores de Reis. Assinatura do protocolo entre a Câmara Municipal do Alandroal e a Universidade de Évora, com actuação da Tuna Académica Sextetos da Universidade de Évora e o Grupo Cantadores de Reis do Alandroal.
Poet'anarquista

Protocolo


C.M.ALANDROAL/ UNIVERSIDADE DE ÉVORA


Protocolo











ACTUAÇÃO GRUPO CANTADORES DE REIS


Protocolo


ACTUAÇÃO TUNA ACADÉMICA SEXTETOS


Protocolo










ACTUAÇÃO TUNA ACADÉMICA SEXTETOS


XX Aniversário dos Reis


ACTUAÇÃO GRUPO CANTADORES DE REIS



XX Aniversário dos Reis


ACTUAÇÃO GRUPO POPULAR DE VILA VIÇOSA


XX Aniversário dos Reis






ACTUAÇÃO GRUPO DE SERPA "RASTULHICES"


XX Aniversário dos Reis


ACTUAÇÃO GRUPO DE SERPA "RASTULHICES"

FERREIRA GULLAR- Prémio Camões 2010


Ferreira Gullar é Prémio Camões 2010

O júri revelou que o prémio foi disputado entre o autor brasileiro e a portuguesa Hélia Correia. Ferreira Gullar ainda não foi informado da atribuição do prémio uma vez que, até ao momento, não foi possível contactá-lo.

Nascido em 1930, no Maranhão, Ferreira Gullar é o pseudónimo de José Ribamar Ferreira. Em Portugal a sua obra está publicada pelas Quasi Edições.

O prémio, anunciado há minutos pela ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas, vem distinguir o poeta, crítico de arte, biógrafo, tradutor, argumentista de teatro e televisão, memorialista e ensaísta brasileiro.

Vencedor por duas vezes do Prémio Jabuti (1999 e 2007), Gullar foi ainda indicado ao Nobel em 2002.

O escritor octagenário recebe assim a mais alta distinção literária atribuída a um autor de língua portuguesa. Esta é já a vigésima segunda edição do prémio que distingue toda a obra de um autor, com cem mil euros.

O júri desta edição foi presidido por Helena Buescu, professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, e composto por José Carlos Seabra Pereira, professor associado da Universidade de Coimbra, Inocência Mata, professora santomense de Literaturas Africanas na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, e professora convidada em várias universidades brasileiras e norte-americanas, Luís Carlos Patraquim, escritor e jornalista moçambicano, António Carlos Secchin, escritor e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e ainda pela escritora brasileira Edla van Steen.

Com Gullar o número de escritores brasileiros galardoados passa a ser nove. O último escritor vencedor do Prémio Camões foi o cabo-verdiano Arménio Vieira (2009). Nos anos anteriores foram distinguidos o brasileiro João Ubaldo Ribeiro (2008) e o português António Lobo Antunes (2007)

O Prémio Camões foi criado por Portugal e pelo Brasil em 1989 e é o maior prémio de prestígio da língua portuguesa. O objectivo é distinguir um escritor cuja obra contribua para a projecção e o reconhecimento da língua portuguesa.

Na primeira edição do prémio (em 1989), o escritor distinguido foi o português Miguel Torga.

Fonte: Jornal SOL

Ferreira Gullar


Um instante


Aqui me tenho
Como não me conheço
nem me quis

sem começo
nem fim

aqui me tenho
sem mim

nada lembro
nem sei

à luz presente
sou apenas um bicho
transparente


terça-feira, 25 de maio de 2010

41 Anos Depois...

Carlos Santana actua hoje no Pavilhão Atlântico em Lisboa, 25 de Maio de 2010, 41 anos depois de um concerto memorável pela paz, e contra uma guerra injusta em que muitos Americanos perderam a vida. O festival Woodstock, como expoente máximo de uma geração, mostrou ao mundo uma nova forma de luta, onde a música e as palavras se fizeram ouvir mais alto. Em 1973, com uma forte oposição e divisão na sociedade Americana, celebram-se os Acordos de Paz em Paris e as tropas norte-americanas retiram do Vietname. Fica para a história o contributo pela paz e a grande lição que Woodstock deu ao mundo, em particular ao poder Americano.
Poet'anarquista

BIOGRAFIA/ CARLOS SANTANA
Nascido a 20 de julho de 1947, Carlos Santana é um famoso guitarrista de rock e pop, nascido na cidade de Autlán de Navarro, México. Tornou-se famoso na década de 1960 com a banda Santana.
O pai de Carlos Santana era um violinista de mariachi, e o jovem Carlos inicialmente aprendeu o violino, porém mudou para a guitarra quando tinha 8 anos de idade. Depois da família se ter mudado para Tijuana, Santana começou a tocar em clubes e bares. Ele ficou em Tijuana quando a sua família decidiu mudar para São Francisco, porém logo se juntou a eles. Em 1966 ele ajudou a formar a Santana Blues Band, nome posteriormente encurtado para Santana. A banda começou a tocar no Fillmore West Auditorium, onde muitas das grandes bandas de São Francisco começaram. A primeira gravação de Santana foi The Live Adventures of Mike Bloomfield and Al Kooper com Al Kooper e Mike Bloomfield.Depois de assinar com a Columbia Records, Santana lançou um álbum auto-intitulado Santana. O grupo consistia, na época em: Carlos Santana (guitarra), Gregg Rolie (teclado e vocais), David Brown (baixo), Michael Shrieve (bateria), Jose Areas e Michael Carabello (percussão). Na turnê que fizeram para divulgar o álbum (que incluía os sucessos Jingo e Evil Ways), a banda tocou no Festival de Woodstock. A apresentação aumentou enormemente a popularidade de Santana. Santana tornou-se um grande sucesso, tal como o álbum Abraxas, de 1970 (destacando a música Oye Como Va) e Santana III, de 1971. Em seguida, a formação original do Santana desfez-se. Gregg Rolie tornou-se um dos fundadores da banda Journey.Carlos Santana manteve o nome e utilizou diversos músicos diferentes para continuar a turnê pelo país, lançando vários álbuns. Durante este período, Carlos adoptou o nome “Devadip”, dado a ele pelo líder espiritual Sri Chinmoy. Vários álbuns foram lançados nas décadas de 1970 e 1980, incluindo colaborações com Willie Nelson, Herbie Hancock, Jones, Wayne Shorter, Ron Carter e The Fabulous Thunderbirds. Em 1991, Santana apareceu como convidado no álbum “Solo Para Ti”, de Ottmar Liebert, nas músicas Reaching Out 2 U e numa versão da sua música Samba Pa Ti. Carlos Santana foi incluído no “Hall da Fama do Rock and Roll” em 1998.Carlos Santana lançou em 1999 o álbum Supernatural, que teve as participações de Rob Thomas, Eric Clapton e Lauryn Hill, ganhando prêmios Grammy em nove categorias, no ano seguinte, igualando um record histórico que somente Michael Jackson detinha. Atualmente Carlos Santana é dos músicos mais conhecidos e aclamados em todo o mundo. Santana custuma usar guitarras PRS cor vermelha.



Foi aclamado pela revista “Rolling Stone” como o 15º melhor guitarrista do mundo de todos os tempos.
Além de ser considerado como um dos maiores guitarristas de todos os tempos, desde o álbum Supernatural que as suas parcerias são aclamadas no mundo artístico, sendo que os seus álbuns mais recentes são os melhores exemplos.
Entre os artistas convidados por Santana destacam-se:Steven Tyler, Kirk Hammet, Rob Thomas, Michelle Branch, Eric Clapton, Dido, The Wreckers, Joss Stone, Alex Band, Seal, Will.I.Am, Mary J. Blige, Sean Paul, Shakira, Chad Kroeger, entre outros.
Desde o início deste tipo de parcerias, Carlos Santana já recebeu 10 prêmios Grammy.


DISCOGRAFIA

domingo, 23 de maio de 2010

A Nossa Candeia "Obrigado, Mourinho!"

Pedi à Dra. Ana Paula Fitas permissão para publicar no Poet'anarquista o seu post em que enaltece a figura de um português que a todos nos deve encher de orgulho. José Mourinho é um exemplo de profissionalismo, e por esse motivo achei pertinente publicar neste espaço a opinião de uma humanista e excelente investigadora, como é o caso da minha querida amiga Ana Paula Fitas, administradora sábia do blogue "A Nossa Candeia". Dois exemplos a seguir de abnegação, espírito de sacríficio, inteligência, capacidade de trabalho e competência. São pessoas capazes como estas que Portugal necessita urgentemente para se afirmar como uma nação vencedora!
Poet'anarquista

Treinador de Futebol Profissional

José Mourinho

OBRIGADO, MOURINHO!
Não tenho o hábito de escrever ou comentar futebol mas, hoje, não resisto! Acompanho o trabalho de José Mourinho desde o Futebol Clube do Porto e sinto-me, desde então, adepta incondicional das equipas de que é treinador! Porque, de facto, é simplesmente deslumbrante, a inteligência estratégica do melhor treinador do mundo!... Mourinho é português e sinto orgulho por isso!... O seu apurado e incansável estudo, esforço e determinação merece a admiração incondicional de todos! ... Um treinador faz uma equipa! - eis a grande lição!... Por tudo isto e pelo futuro: Obrigado, José Mourinho!

Publicado por Ana Paula Fitas "A Nossa Candeia Blogue"
--------------------------------------------------------------------------------------------------------
Comentário ao texto de Ana Paula Fitas:
A competência de José Mourinho é inquestionável, assim se pudesse dizer o mesmo dos políticos que nos últimos tempos têm governado o nosso país. José Mourinho é de facto um verdadeiro profissional na área do desporto, mais concretamente o futebol. Todas as conquistas alcançadas reflectem a inteligência, esforço e dedicação pela profissão que exerce e pelos clubes que representa. A Selecção Nacional espera por ti para encheres de orgulho todos os portugueses que desejam ver Portugal Campeão da Europa e do Mundo . É caso para dizer, mas que GRANDE MOURINHO!!!

Um abraço do treinador de futebol nível 1,


Carlos Galhardas

sábado, 22 de maio de 2010

Cartoon versus Quadra

Crise a quanto obrigas!

A DOLOROSA DECISÃO DE CAVACO
Henricartoon

A DOLOROSA DECISÃO DE CAVACO

Decidi assim promulgar a lei
Entre pessoas do mesmo sexo...
De má vontade lá concordei,
E ainda hoje estou perplexo!?!?

Quem foi o larilas que me apalpou...
Hum!... Será quem eu penso???
Aprovo tudo... mas não estou,
Preparado pra esse consenso!!!

POETA