quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

MÚSICA - GLENN MILLER

Mais um aniversariante no Poet'anarquista, Alton Glenn Miller, famoso trombonista e uma das figuras mais notáveis da música popular norte-americana. Desapareceu em 1944, no mar entre Londres e Paris, assim como toda a tripulação que seguia a bordo do avião. Dos corpos e dos destroços nada se soube até hoje, porque nada foi encontrado. Estávamos então na segunda guerra mundial, e as hipóteses que se levantaram foi ter sido abatido por um avião das forças alemãs, ou mesmo até pelas próprias forças áreas aliadas. Mas...
Poet'anarquista
Glenn Miller
Foto de 1923
GLENN MILLER

Compositor e trombonista americano, uma das mais notáveis figuras  da música popular, devido à intensidade da sua reputação póstuma.

Nasceu em Clarinda, Iowa, EUA, em 1 de Março de 1904 ; 
morreu no Mar, entre Londres e Paris, em 16 de Dezembro de 1944.

Após ter estudado na Universidade de Colorado, em 1926 Miller transformara-se num trombetista profissional na banda de Ben Pollack. Por volta de 1930, já era um reconhecido músico independente de Nova Iorque. Mais tarde transformou-se num organizador de orquestras ligeira masculinas, sobretudo das dos irmãos Dorsey, iniciada em 1934, e de Ray Noble, organizada em 1935. Depois de ter tentado  infrutiferamente formar a sua própria orquestra  em 1937, acabou por o conseguir no ano seguinte e em finais de 1939 era já um famoso director de orquestra ligeira. Ingressou no exército americano durante a 2.ª Guerra Mundial, tendo-lhe sido dado o posto de capitão, sendo promovido mais tarde a major e a director da banda da força aérea dos Estados Unidos na Europa. Ao voar de Inglaterra para Paris, desapareceu; não tendo os corpos nem os destroços dos ocupantes do avião em que viajava sido avistados ou recuperados.

Os triunfos de Miller nos salões de dança basearam-se em orquestrações doces executados meticulosamente. O som do saxofone de Miller, imediatamente reconhecível e muito copiado, baseava-se em princípios musicais muito simples, como foram todos os seus grandes sucessos, incluindo a sua própria composição, «Moonlight Serenade» que nasceu de um exercício que tinha escrito para Joseph Schillinger. Os seus dois filmes realizados em Hollywood, «Sun Valley Serenade», de 1941, e «Orchestra Wives», no ano seguinte, não deixaram de contribuir para aumentar a sua reputação, mas o factor mais importante para a continuação do seu reconhecimento foi a saída, em 1953, do filme biográfico, um pouco aligeirado «The Glenn Miller Story».

Glenn Miller Story
Com James Stewart e June Allyson

Alguns críticos afirmam que o contributo do jazz para a música da sua orquestra foi insignificante, mas outros consideram que o seu som representa o paradigma da música popular do seu tempo. Após a sua morte, e devido à sua grande popularidade, a orquestra foi mantida durante algum tempo pelo saxofonista Tex Beneke, tendo sido criada uma banda, conhecida como a «Orquestra de Glenn Miller», que continuou a tocar a música do seu primeiro director até aos anos oitenta do século XX.
Fonte: Enciclopédia Britânica
"CHATTANOOGA CHOO CHOO"
GLENN MILLER ORCHESTRA

2 comentários:

Anónimo disse...

Muito bem lembrado... grande músico, grande filme!

Anónimo disse...

Uma verdadeira relíquia!
D E L I C I O S O !!!

Muito Obrigada por este "MIMO".

Uma Alandroalense (L...)